Revista Dois Metros

Edição especial criada por estudantes do segundo ano de Jornalismo traz diversas faces da morte e da vida na pandemia

Pauta e reportagens: Carlos Uchôa, Isabela Diógenes, Marília Neves, Rafaela Costa, Paloma Soares e Pedro Klein

Diagramação e arte-final: Jefferson Orlandi (Jefin)

Colaboração: Marcella Montanari e Prof. José Augusto Reis

Orientação: Profs. Assunção Cristóvão e Igor Savenhago

Foto acima: Divulgação

Dois metros é a distância mínima que uma pessoa deve ficar da outra para uma maior segurança contra a Covid-19. Em tempos de distanciamento físico, em que os abraços foram suspensos, a experiência de fazer uma revista também à distância, sem discussões de pauta, discordâncias entre repórteres e editores, alguns falando mais alto que outros, comportamentos típicos de uma redação, foi uma experiência que exigiu comprometimento e criatividade para pensar procedimentos de apuração, edição e finalização do material jornalístico.

A revista, experimental, surgiu das discussões propostas nas disciplinas de Redação Jornalística III, e Jornalismo Impresso e Técnicas de Edição, ministradas, ao quarto semestre de Jornalismo da Unifran em 2020, pelos professores Assunção Cristóvão e Igor Savenhago, respectivamente. Em pauta, discutir e mostrar histórias inspiradoras de transformação da vida e da morte durante a pandemia. Como tragédias e vitórias se misturam para explicam aquela que talvez seja a maior crise humanitária na história da sociedade mundial.

Os assuntos trabalhados vão desde a reinvenção das atividades físicas, passando pelas adaptações no ensino, o preconceito contra povos orientais, de onde teria surgido o novo coronavírus, as idas e vindas nos relacionamentos, o repensar das religiões, até chegar às buscas pela valorização dos legados de quem não resistiu às complicações das doenças. Um artigo do professor José Augusto Reis e outro da egressa do curso de Jornalismo Marcella Montanari deixam e edição ainda mais instigante.