Por onde elas falam

Produção radiofônica feita no final de 2019 discute o papel de projetos jornalísticos no combate à violência contra a mulher no Brasil

Pauta: Marcela Chiarelo, Rafaela Costa, Thalia Lima, Marcos Gonçalves e Pedro Klein

Reportagem: Marcela Chiarelo, Rafaela Costa, Thalia Lima

Apoio técnico: Prof. Ricardo Fadul

Orientação: Prof. Igor Savenhago

Foto acima: Alexas Fotos/Pixabay

O Brasil é o quinto colocado no ranking mundial de violência contra as mulheres. O Fórum Brasileiro de Segurança Pública contabiliza uma morte a cada duas horas.

Para tentar frear esse avanço, o jornalismo, como porta-voz de grupos vulneráveis, tem papel fundamental. Não só noticiando casos, mas pensando em projetos que possam interferir nesse cenário.

Nessa reportagem de rádio, desenvolvida em 2019 na disciplina de Técnicas de Áudio e Vídeo, do curso de Jornalismo da Unifran, são apresentadas três ideias que buscam chamar a atenção para o grito das mulheres contra o sofrimento provocado pelas agressões e ameaças: uma em São Paulo, que atende vítimas de violência doméstica pelas redes sociais, outra no Maranhão, voltada à proteção das comunidades e, principalmente, das mulheres indígenas, e uma terceira no Rio Grande do Sul, que está de olho na violência sofrida por jornalistas no exercício da profissão.