Combate às fakes

Professor do Núcleo de Comunicação da Unifran é finalista de concurso nacional de checagem promovido pela Agência Lupa

Da redação

Foto acima: Professor Igor Savenhago deverá participar, em agosto, de treinamento no Rio de Janeiro (Eduardo Pereira)

O professor Igor Savenhago, dos Cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da Unifran, está entre os sete jornalistas do Estado de São Paulo do Programa FactCheckLab, uma parceria entre a Agência Lupa, por meio da Lupa Educação, e a Embaixada e Consulado Americanos no Brasil.

A Lupa foi a primeira agência do país a se especializar na checagem de informações, no intuito de combater fake news. Compõe a International Fact-Checking Network, rede mundial de checadores, e ganhou prêmios internacionais pelo seu trabalho, entre eles um espanhol pela cobertura das eleições brasileiras de 2018.

O programa FactCheckLab começou a ser desenvolvido no final do ano passado, quando jornalistas do país inteiro foram convidados a enviar projetos regionais ou locais de combate a fake news. Savenhago planejou a criação de uma agência universitária, que envolva estudantes de Jornalismo da Unifran, para combater a propagação de notícias falsas sobre assuntos relacionados ao próprio ensino superior, como produção científica, cortes de verbas para pesquisa, destinação de bolsas, entre outros.

Das 472 inscrições recebidas pela Lupa, 116, de vários estados, foram selecionados. Os autores da Região Sudeste ganharam uma viagem ao Rio de Janeiro, onde participarão, em agosto deste ano – a depender da situação da pandemia do novo coronavírus –, de um treinamento sobre técnicas para o combate a fake news. Lá, apresentarão o projeto presencialmente e, a partir da análise de uma banca julgadora, deverão reenviar à agência o projeto ampliado. Os cinco melhores, um de cada região brasileira, serão premiados com uma viagem profissional aos Estados Unidos.

Desde março, os jornalistas selecionados já participam de videoconferências com profissionais da Lupa, pelas quais se aprimoram na checagem de informações que circulam via redes sociais e resolvem exercícios propostos pela agência.

Savenhago dá aulas na Unifran desde agosto de 2014. Integra uma equipe que, desde aquele ano, conquistou outros oito prêmios para o Curso de Jornalismo: sete Expocom Sudeste, promovido pelo Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom), sendo seis regionais e um nacional, e um Prêmio Carlos de Assumpção de Reportagem, promovido pelo jornal francano Diário Verdade.

Clique aqui para conferir a lista de classificados

Acesse o site da Agência Lupa

A seguir, você pode ouvir o programa AutoFalante, produzido na Unifran, em que o professor Igor Savenhago fala sobre o papel da imprensa no combate à desinformação durante a pandemia do novo coronavírus: