Jornada do Jornalismo

Curso da Unifran terá uma semana inteira de programação: em discussão, o impacto das novas tecnologias nos rumos da imprensa

Da redação

Foto acima: Conflito na Líbia em 2011: bastidores de coberturas de zonas de conflito estarão entre os assuntos da jornada (Joel Silva)

O curso de Jornalismo da Universidade de Franca (Unifran) realiza sua jornada a partir da próxima segunda-feira (16/09), recebendo nomes de destaque na imprensa regional e nacional. As atividades, que vão até o dia 20/09, sempre a partir das 19h30, serão realizadas nas salas 151 do bloco bordô e 810 do bloco ouro.

Todos os temas em pauta giram em torno do impacto provocado pelas novas tecnologias da comunicação na imprensa, seja na atuação dos profissionais, nas definições de novas linguagens ou no enfrentamento de informações falsas, as chamadas fake news.

Confira a programação completa:

 

Segunda-feira (16/09) – Sala 151, bloco bordô

Um olhar para o cotidiano pelo Jornalismo Literário

Daniela Penha (Projeto História do Dia)

Jornalista, está à frente do projeto História do Dia, que conta histórias de vida por meio do texto jornalístico literário. É autora de três livros: “Memórias do Aimorés – Sete retratos da internação compulsória”, “História do Dia – Um olhar sobre o cotidiano pela trajetória de 50 pessoas” e “História do Dia – Um olhar para o cotidiano pela trajetória de outras 50 pessoas”, uma continuidade do anterior. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Alfabetização, Leitura e Letramento na USP de Ribeirão Preto.

 

Terça-feira (17/09) – Sala 810, bloco ouro

Apuração de notícias em televisão na era das fake news

Marília Valente e Guilherme Nali (EPTV Ribeirão)

Marília é produtora e editora de rede da EPTV Ribeirão. Atua em coproduções da EPTV e do Globo Repórter. Mestre em Linguística, é professora universitária em disciplinas relacionadas a telejornalismo, documentário, produção de textos e teorias da comunicação.

Guilherme é jornalista, editor e apresentador da EPTV Ribeirão e professor universitário. Também é formado em História e mestrando em Planejamento e Análise de Políticas Públicas pela Unesp de Franca. Foi repórter da Folha de S. Paulo.

 

Quarta-feira (18/09) – Sala 810, bloco ouro

Bastidores de coberturas em zonas de conflito

Joel Silva (Folha de S. Paulo)

Formado em fotografia, começou na Folha de S. Paulo em 1994, para a qual colabora até hoje. Cobriu a Guerra da Síria, o conflito da Líbia, a Primavera Árabe e o massacre do Cairo, capital do Egito, onde mais de 800 pessoas morreram num único dia. Esteve em Honduras, para retratar o golpe militar; na Colômbia, para acompanhar guerrilheiros das Farc; no Haiti, junto com as forças de paz da ONU; e no Morro do Alemão, no Rio, na ocupação pelo Exército. Recebeu prêmio da ONU e outros de Direitos Humanos, entre eles um Vladimir Herzog. Tem dois livros publicados: “Maluco da BR”, sobre uma experiência de cruzar o Brasil como andarilho, e “Uma fresta de luz no porão da sociedade”, sobre as experiências nas zonas de conflito.

 

Quinta-feira (19/09) – Sala 151, bloco bordô

Radiojornalismo na era digital

Equipe da Rádio CBN, de Ribeirão Preto: Eliel Almeida, Luan Amaral, Réger Sena e Vinícius Alves

Eliel é repórter e editor de esportes. Começou como repórter em rádios de Sertãozinho e Ribeirão Preto (Comunitária FM, LBV, Sertão FM, 79 AM),  passou por jornal impresso e site (Agora Sertãozinho e Jornal A Cidade), televisão (STZ TV e participações na EPTV) e assessoria de imprensa (Sertãozinho Futebol Clube, Feira do Livro, João Rock, Festa do Peão de Barretos, entre outros).

 

 

Luan é editor do site e de redes sociais. Também é comentarista esportivo. Já atuou em televisão (SBT), site (G1 e Globoesporte.com) e assessoria de imprensa (Intelli/Orlândia Futsal).

 

 

 

 

Réger é apresentador e repórter. Já atuou com marketing eleitoral, rádio e assessoria de imprensa para candidatos e como consultor político.

 

 

 

 

 

Vinícius é produtor e repórter. Já atuou em jornal impresso (Momento Atual), site (G1), televisão (EPTV) e assessoria de imprensa (Martinez Comunicação e Sertãozinho Futebol Clube).

 

 

 

 

Sexta-feira (20/09) – Sala 151, bloco bordô

Cine-jornal

Programação especial com apresentação de projetos desenvolvidos no curso e exibição de três vídeos-documentários produzidos como Projeto Experimental em 2016. São eles:

 

– O quarto de Carolina

Produzido por Ana Carolina Castro, Gabriela Buranelli e Pábolo Oliveira, aborda, em quatro partes, a vida e obra da escritora Carolina Maria de Jesus, que foi descoberta pelo jornalista Audálio Dantas na Favela do Canindé, em São Paulo.

 

 

 

– Eu, Tu, Queer, Nós, Vós, Queer

Desenvolvido por Patrícia Garcia e Thaís Busqueiro, o documentário traz à tona os preconceitos enfrentados por pessoas de gêneros não binários, ou seja, que fogem a classificações que tentam enquadrá-las apenas como masculino/feminino.

 

 

– Sobre Nós

De Isabella Santos Souza, Jéssica Gonçalves, Lais Joazeiro e Marcella Dal Sasso, tem como tema os entraves afetivos, jurídicos e sociais para a adoção de crianças negras, com deficiência e acima de quatro anos – neste caso, considerada adoção tardia.